Professora de Brasilândia morre com suspeita de dengue em hospital de TL

Na madrugada de ontem (18), a professora Elizabeth Castelani Santos, conhecida como Beth, morreu em Três Lagoas, onde estava internada no Hospital Cassems com suspeita de dengue hemorrágica.

Beth deu entrada no hospital de Brasilândia no sábado (15), já bastante debilitada, e até a manhã de segunda-feira (17), os médicos perceberam que não estava reagindo bem ao tratamento. Foi solicitada vaga para Três Lagoas e as 16h foi transferida a princípio para o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora e em seguida para o Hospital Cassems

Elizabeth deixa dois filhos e o esposo Márcio Endrigo.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, por meio do setor de Vigilância Epidemiológica do Departamento de Vigilância em Saúde e Saneamento, informou que o caso já está em investigação.

Se for confirmado, sobe para dois o número de óbitos com dengue no Estado de Mato Grosso do Sul.

Nessa época do ano é muito comum o surgimento de casos de dengue, e profissionais da saúde pedem para que além de prevenir cuidados de locais que podem ser o foco do mosquito, como também fazer o uso contínuo de repelentes.

Fonte: Expressão MS