Porto Seco e reativação de frigorífico mais próximos de se tornarem realidade em Três LagoasL

Em Campo Grande, o prefeito de Três Lagoas, Ângelo Guerreiro, esteve reunido nesta semana com o secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar – Semagro, Jaime Verruck e com representantes da Federação das Indústrias do Estado de MS – FIEMS. Em pauta, a reabertura do frigorífico de Três Lagoas e implantação do Porto Seco. Os empreendimentos podem alavancar a economia do município e têm obtido dedicação especial por parte da administração municipal.

Desativado desde 2013, o imóvel que já abrigou o antigo Frigotel, chegou a empregar centenas de trabalhadores, principalmente, na década de 1990. Nos últimos anos, foram diversas tentativas fracassadas para voltar ao pleno funcionamento da atividade produtiva do local, já que chegou a ser arrendado para o frigorífico Margen, fechado em 2008, e posteriormente vendido ao Mataboi, que desativou a unidade em 2011. Após dois anos, foi novamente alugado, mas sem sucesso.

Segundo o prefeito, na próxima semana, está agendada uma reunião que envolverá vereadores, secretários municipais, o proprietário da fazenda Rodeio, Associação Comercial e outros segmentos para discutir mais uma etapa da reativação do empreendimento. "O objetivo principal é fomentar o setor de carnes e a geração de emprego e renda. No próximo dia 29 de novembro deverá acontecer essa agenda positiva sobre o assunto", informou Guerreiro.

Também está prevista para os próximos dias, reunião com o empresário que doará a área para a implantação do Porto Seco, tema discutido pelo gestor e autoridades na capital do estado. "O porto seco vem ao encontro das necessidades do município, tendo em vista que Três Lagoas é o principal polo industrial do Estado. Temos grandes empresas, inclusive as maiores fábricas de celulose do planeta, e precisamos facilitar e simplificar a importação de matérias-primas e o escoamento da produção local", destacou o gestor.

Porto Seco ou Plataforma Multimodal

O Porto Seco/Plataforma Multimodal é um espaço de movimentações de cargas em geral, onde o empresário pode realizar todas as operações de desembaraço. Todo o processo de exportações e importações podem ser realizadas neste local. Segundo especialistas, esta facilidade dinamiza o processo, tornando as exportações mais ágeis, facilitadas e menos burocráticas. Onde se tem plataforma multimodais/Porto seco, consegue-se atrair investidores e empresas, além de profissionais aduaneiros, mão de obra especializada em comercialização internacional.

Fonte: Expressão MS