Litro da gasolina já é vendido a R$ 4,60 em Três Lagoas

O fim de ano vai ser apertado para o brasileiro devido às excessivas altas na energia, água, gás e combustíveis. Conforme levantamento realizado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), só a gasolina teve reajuste de 8,9% de outubro para este mês. Já o etanol subiu 3,7%. De acordo com o último levantamento realizado pela ANP em Três Lagoas, o litro da gasolina mais caro é vendido a R$ 4,59 em dois postos de combustíveis da cidade. A pesquisa, com data de 28 de novembro, ainda revela que o menor valor é encontrado por R$ 4.

No último mês, a Petrobras autorizou a alta de 2,3% para a gasolina e aumento de 1,9% para o diesel nas suas refinarias. O reajuste foi justificado devido principalmente ao aumento das cotações dos produtos e do petróleo no mercado internacional.

Agnaldo Ferraz de Almeida é proprietário de uma empresa de transporte escolar. Segundo ele, a situação econômica do negócio está ficando difícil a cada dia que passa, pois não consegue repassar as constantes altas da diesel para o consumidor.

O empresário conta que semanalmente são consumidos cerca de 100 litros do combustível. No início deste ano, o gasto com essa proporção de diesel era de R$ 250. Hoje, Agnaldo tem que desembolsar R$ 110 a mais pela mesma quantidade do produto. "Não conseguimos repassar isso para os pais", conta.

Em uma simulação, se um trabalhador hoje, que usa um carro popular, com média de consumo de 13 quilômetros por litro, abastecido com etanol e percorre uma trajetória de 6 quilômetros diariamente apenas para trabalhar, no fim do mês vai desembolsar R$ 63. Em 2015 essa mesma simulação o três-lagoense gastaria R$ 44,77. Nessa trajetória de altas, o pai de família teve um reajuste no consumo de combustível de 40,98%.

Saiba qual o combustível usar

1 - Descubra o consumo de seu automóvel (em quilômetros por litro) com cada combustível A informação pode estar no manual do veículo ou no computador de bordo, se houver. Outra alternativa é observar quantos quilômetros o carro rodou com um tanque deste ou daquele combustível.

2 - Divida o consumo do etanol pelo da gasolina. Se com etanol o veículo roda 7 km/l e com gasolina, 10,5 km/l, o resultado da conta será de aproximadamente 0,67. Isso quer dizer que, no seu carro, o álcool rende o equivalente a 67% da gasolina.

3 - Divida o preço do etanol pelo da gasolina. Se o resultado for menor que 0,67, vale a pena abastecer com álcool. Se der exatamente 0,67, tanto faz o combustível. Acima disso, use gasolina.

Fonte: Expressão MS